Manutenção periódica no condomínio: quando e o que fazer?



A manutenção condominial periódica é indispensável, assim evitando a necessidade de remediações no futuro, visando garantir a segurança dos condôminos e mantendo a valorização do patrimônio.


É fundamental elaborar um orçamento anual, que inclua as manutenções corretivas e também as manutenções preventivas.


Quanto ao tempo para cada manutenção podemos levar em consideração esta base.

•Limpeza das calhas: depende do tamanho do condomínio, mas geralmente manutenções a cada mês;

•Limpeza da fachada: geralmente são lavadas ou pintadas a cada 4 anos, se a fachada tiver vidros, a limpeza deverá ser mais frequente;

•Limpeza da caixa d’água: o ideal seria duas vezes por ano, uma em fevereiro e a outra em outubro.

•Inspeção predial: uma vez por ano a inspeção predial deve ser feita;

•Elevadores: os condomínios são obrigados por lei a manter uma empresa que faça a manutenção dos elevadores, assim a segurança de todos os moradores está garantida;

•Extintores: esta manutenção pode ser preventiva ou corretiva e deve ser obrigatoriamente realizada pela empresa registrada junto ao Inmetro. São 3 níveis, a nível 1 a cada 6 meses por inspeção, a nível 2 a cada 12 meses e é obrigatória e a nível 3 obrigatoriamente a cada 5 anos.

•Dedetização: é recomendável que se faça duas dedetizações por ano;

•Cuidados com a piscina: A filtragem deve ser feita diariamente, o controle do PH da água duas vezes por semana, o controle do cloro a cada dois dias. A aspiração e lavagem das bordas e limpeza do filtro uma vez por semana;

•Para-raios: Segundo a NBR 5419 o laudo de SPDA tem validade de 1 a 3 anos mas é indicado uma vistoria a cada seis meses;

•Instalações elétricas: A recomendação é que seja feito um check-up das instalações elétricas a cada 6 meses.

whatsapp-logo-1-1.png